sábado, 31 de maio de 2014

Apenas um depoimento

Cheguei numa época que num consigo dormir direito pois tenho incômodos na costas, estou com frio excessivo, choro por tudo e por nada, ah se choro, não me olhe torto nem fale alto comigo, não indique filmes emocionantes pois não vou ver porque do jeito que estou choro vendo até comedia. Mas nem só de tristeza vive essa minha fase, também estou muito irritada, não me contrarie pois talvez eu ti de um soco por pouquíssima coisa. Cabelos ressecados, cheia de espinhas parecendo uma adolescente...
Se vc acha que esses meus dias se tratam de TPM acertou.
Agora eu sei que é TPM, antes eu num sabia, antes eu nem percebia que tinha
Antes antes, antes do que?
Antes de me reunir com outras mulheres 1x no mês pra falar sobre o sagrado feminino
Nessas reuniões falava-se sobre a saúde da mulher, mitos e verdades sobre o ciclo, absorventes, copinhos e paninhos, remédios naturais e comprimidos, anticoncepcional e tabelinha... ah tabelinha antes eu nem sabia quais são as etapas do ciclo, nunca sabia quando ia descer, por mais regulada que eu seja, sempre dei sorte que vinha durante a noite então num sujava muito a roupa e logo que levantava da cama já colocava o absorvente...
Falávamos também sobre a deusa e seus arquétipos, até com quem não seguia nenhuma religião diretamente ligada a Ela porque tratávamos das questões de auto conhecimento...
Antes eu dizia que num tinha TPM porque eu nunca fui muito de ter cólicas e eu resumia nisso, de resto eu nem me dava conta, a irritação por exemplo era descontada na minha mãe que provavelmente tinha a TPM dela ao mesmo tempo então aos berros a gente se entendia
Durante eu posso até dizer que eu não tive TPM mesmo porque eu acompanhava meu ciclo e a companhia de outras mulheres pelo menos 1x ali junto falando sobre isso me fazia muito bem
Agora, ah agora eu moro a quase 400 km de distancia dessas mulheres, a maioria amigas, longe inclusive da minha mãe. Agora eu moro apenas com meu noivo, que não entende nada dessas coisas e ainda acha que a TPM que tenho atualmente se trata de frescura. Nos últimos 7 anos é que com a convivência com ele comecei a perceber a existência da TPM, nos últimos 2 anos que estamos morando juntos, essa convivência direta com um homem faz perceber mais ainda a TPM.
Agora eu tenho TPM de novo, mas a diferença é que agora eu entendo, eu tenho um certo conhecimento do porque as coisas acontecem como por exemplo eu sei que quando fico mais indisposta é porque eu só comi porcaria, nas poucas vezes que tenho colica durante a menstruação sei que é porque eu me entupi de chocolate e/ou peguei friagem... Além de entender eu sei resolver, sei que nesse frio de Curitiba não há nada mais agradável do que coisas simples como um banho de Sol dentro de casa, escalda pés, bolsa de água quente na lombar (eu como não tenho vai as mãos do noivo mesmo), sentar com os pés de frente pro aquecedorzinho, um chá de orégano ou qualquer outro chá (principalmente o da Babi que além de tudo é gostoso, um dia e ainda descubro a mistura de ervas que ela faz) e também as resoluções que não tem a ver com o frio com boa alimentação e exercícios.
Hmm exercícios, ta aí provavelmente, o principal motivo pelo qual eu não tinha TPM antes. Menstruo desde os 12 anos, desde essa época e até antes tinha educação física na escola, até os 18 pratiquei capoeira, nesse meio tempo fiz um pouquinho de outras artes marciais e até futebol... Depois da maioridade além das mudanças naturais do corpo adolescente para o corpo adulto, eu comecei a namorar e só ia pra facul de bicicleta, fora isso vida sedentária, nos últimos 2 anos ganhei 5 kg e como não ter TPM assim não é mesmo?

Durante a construção do texto a menstruação veio, dessa vez a TPM foi rápida mas com tudo isso que disse. Agora só me resta colocar meu colar vermelho como simbolo da honra em que sinto de ser mulher e fértil, sortear um carta do oráculo da Deusa pra ver o que Ela reserva pra mim durante o próximo ciclo, e torcer pra que esse texto sirva pra alguém

Texto produzido para blogagem coletiva Sagrado Feminino, Seu Corpo Seu Templo, Seu Sangue Sua Magia

2 comentários:

tenshilivis disse...

Você escolheu: Anuket, Aquela que Abraça
Conhecida no Antigo Egito como benevolente e doadora da vida, Anuket era considerada a encarnação do Rio Nilo, com seus dois afluentes simbolizados pelos braços da deusa. Talvez isso explique por que seu nome se traduz literalmente por "aquela que abraça". Ele também sugere a maneira como as águas do rio "abraçam" e "envolvem" suas margens férteis, que se tornam produtivas e cheias de alimentos.

Palavras associadas à divindade: água, fertilidade, prosperidade.

Mensagem: sua vida será inundada de bênçãos. Não deixe escapar o momento.

tenshilivis disse...

ÍsisPalavra-chave: maternidade

Mito: Ísis foi cultuada tanto no Egito quanto na Grécia e na Roma antiga. Conta-se que, quando seu marido, Osíris, foi morto e esquartejado pelo invejoso deus Set, ela saiu desesperada à procura dos pedaços do corpo do amado e os juntou novamente, com exceção do pênis, que substituiu por um membro de ouro. Após ressuscitar Osíris com seus poderes de magia e de cura, ela concebeu seu filho Hórus, por meio do pênis de ouro.

Significado: Ísis avisa que é hora de ser maternal. Talvez você esteja se dedicando demais a um projeto importante, o que a deixa sem energias para cuidar de outras áreas da sua vida ou sem condições de oferecer a atenção extra que alguém próximo necessita. Ísis lembra, ainda, que todo adulto, independentemente da idade, precisa de cuidados maternos em certos momentos. Será que você não está precisando disso para curar mágoas do passado?
http://mdemulher.abril.com.br/horoscopo/oraculos/oraculo-deusas/oraculo-deusas-isis.shtml